Ordem organiza colheita de sangue para ajudar o Miguel

  • 16-01-2021

Miguel, de 6 anos, é filho de um casal de Enfermeiros, de Faro, e precisa de um transplante de medula óssea urgente, depois de lhe ter sido diagnosticado síndrome mielodisplásico. Esta doença é rara e o transplante de medula óssea é a única esperança do Miguel e da sua família.

 

Nesta luta contra o tempo, a Ordem dos Enfermeiros decidiu  organizar uma recolha de sangue, que irá realizar-se, assim que seja possível, na sede, nas Secções Regionais do Norte, Centro, Madeira e Açores e no Algarve, e apela à inscrição de todos os Enfermeiros para que seja possível realizar a recolha em articulação com o Instituto Português do Sangue e da Transplantação (IPST).

 

A todos os voluntários, pedimos que indiquem se querem doar apenas sangue, células de medula óssea ou ambos, bem como o local onde poderão deslocar-se. Quando atingirmos o número mínimo de inscritos e as medidas de combate à Covid-19 o permitirem, procederemos à marcação da data da iniciativa.

 

Ser dador de medula óssea não custa nada e pode salvar muitas vidas. Basta ter entre 18 e 45 anos, um mínimo de 50 quilos e 1,50 m de altura, ser saudável e nunca ter recebido uma transfusão de sangue.

Inscreva-se no seguinte link:

https://survey.ordemenfermeiros.pt/surveymobile.aspx/doacao