Entrevista com o Enf. Luís Furtado

Secção Regional dos Açores alerta para o défice de enfermeiros

  • 11-07-2018

O Enf. Luís Furtado em entrevista à RTP Açores, alertou que o défice de enfermeiros só irá piorar com a entrada das 35 horas semanais. 

 

O Presidente do CDR, prevê que, só nos três hospitais da região, seja necessário proceder à contratação de 66 novos enfermeiros. Acrescentado a isso os 291 profissionais já em défice no Serviço Regional de Saúde, Luís Furtado defende que o processo de contratação de enfermeiros tem de ser urgentemente acelerado.

 

O Enf. Luís Furtado alertou ainda para o facto de, no Serviço de Urgência do HDES EPER, existirem enfermeiros que contabilizam mais de 1000 horas de trabalho extraordinário.

 

"Esta situação para além do cansaço que gera nos profissionais envolvidos, tem também um peso nas contas do Hospital e do Serviço Regional de Saúde", refere.

 

O Presidente do CDR disse ainda não compreender como o executivo prefere continuar a aumentar os custos com o acesso a trabalho extraordinário, quando existem enfermeiros no desemprego.

 

 

Saiba mais na entrevista a seguir.

 

 

CDR/LF/rcl