O Amante

O fruto é cego.
É a árvore que vê.
René Char

Como e por que nos emocionamos? Como é que usamos os sentimentos para construir as nossas personalidades? E como é que as emoções ajudam ou prejudicam as nossas intenções? Se quisermos compreender os conflitos e as contradições da condição humana, precisamos de reconhecer a interação, o jogo, tanto favorável como desfavorável, entre sentimentos e raciocínio.

“O Amante”, de Harold Pinter, propõe um mergulho e o jogo permanente na narrativa de uma relação amorosa entre duas pessoas, através dos seus fetiches, mostrando-nos a necessidade de lidar com as contradições do coração, com os seus conflitos, e o desejo de reconciliação, apresentado de forma tortuosa e ambígua; o texto é onde assenta a construção da mentira.

  • Aquisição de bilhetes ao preço praticado para beneficiários associados do INATEL
  • As reservas deverão ser efectuadas directamente com o Teatro da Trindade
  • Reserva prévia obrigatória e sujeita a disponibilidade
  • Referir o protocolo com a Ordem dos Enfermeiros aquando da reserva e no momento da compra, antes da emissão de qualquer factura
  • Apresentação obrigatória da Cédula Profissional actualizada
  • Os descontos não são acumuláveis com outras promoções, campanhas e/ou descontos em vigor

MORADA

Largo da Trindade, 7-A

1200-466 Lisboa

 

RESERVAS

Tel.: 213 420 000

bilheteira.trindade@inatel.pt