Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa vai despedir Enfermeiros

  • 20-04-2021

Após situação semelhante no Hospital de Braga e de vários avisos por parte da Ordem dos Enfermeiros ao Ministério da Saúde do despedimento de Enfermeiros com contratos de quatro meses, em Instituições de Saúde, voltamos a mostrar a nossa perplexidade para o que está a suceder no Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa.

 

Foram vários os Enfermeiros que informaram a OE que cerca de 60 destes profissionais de Saúde estão a ser notificados do seu despedimento.

 

É inadmissível que esta situação se repita, várias vezes, sem a intervenção direta do Ministério da Saúde na defesa de quem tem protegido o país contra a pandemia Covid-19.

O Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa abrange uma das maiores áreas populacionais de Portugal, tendo sido um dos hospitais mais fustigado pelo COVID19, com Enfermeiros a trabalhar horas extras atrás de horas extra.

 

Quase todos os Enfermeiros despedidos têm bancos de horas acima das 30h mensais.

 

Perante um cenário destes, temos de questionar, em alta voz, como é possível desprezar quem tem lutado pela Saúde do país? Numa altura em que o país se prepara para uma quarta vaga, em que se pede um esforço extra a todos, se luta pelo retorno à normalidade, como é possível despedir Enfermeiros que tanta falta fazem?

Ainda para mais com o processo de vacinação em curso.

 

Pedimos respostas rápidas e objetivas a esta irresponsabilidade.