Bem-vindo à página da Ordem dos Enfermeiros

Apoio à navegação

Tem à sua disposição 2 elementos auxiliares de navegação: motor de pesquisa (tecla 1) | Saltar para o conteúdo (tecla de atalho 2)
Página Inicial da Ordem dos Enfermeiros
 
Pesquisar
Ignorar hiperligações de navegação
A Ordem
A Enfermagem
Membros
Colégios
Informação
Notícias
Press Releases
Revista da OE
Resenhas de Imprensa
Newsletters
ExpressOE
Galeria de Imagens
Pareceres / Pronúncias
Tomadas de Posição
Documentos Oficiais
Legislação
Publicações
Inserção Profissional e Empreendedorismo
Relações Internacionais
Projectos e Programas
Eventos da OE
Links
Agenda
English Information
Estrutura de Idoneidades
Estrutura de Sistemas de Informação em Enfermagem
FAQ's
Benefícios para os membros
 

Informação

Imprimir página
Notícias 
25-07-2017 
Carreira: Ordem apoia suspensão do protesto mas fica atenta 
 
A Ordem dos Enfermeiros apoia a suspensão do protesto dos Enfermeiros Especialistas em Saúde Materna e Obstétrica, congratula-se com o princípio de entendimento com o Ministério da Saúde, mas fica “atenta” às negociações.
 
“Estamos ao lado do Movimento EESMO como sempre estivemos. Se os enfermeiros acreditam que é possível chegar a um acordo, a Ordem apoia a sua decisão de suspender o protesto. Mas é preciso que fique claro que vamos estar muito atentos às negociações porque o Governo não pode desbaratar a confiança que estes enfermeiros colocaram neste processo negocial”, esclarece Luís Barreira, Vice-presidente da Ordem dos Enfermeiros.
 
Na sequência da reunião de ontem entre a Federação de Enfermeiros e o Ministério da Saúde, onde o Movimento EESMO participou como observador, ficou o compromisso de negociar o Acordo Colectivo de Trabalho aplicado a todos os enfermeiros do SNS, introduzindo a categoria de Enfermeiro Especialista e consequente diferenciação remuneratória.
 
“Decidimos suspender o protesto para aliviar a pressão e dar um voto de confiança a esta negociação. Mas suspender não é cancelar. Acreditamos num acordo, mas se houver retrocessos voltaremos ao protesto”, explica Bruno Reis, do Movimento EESMO.
 
A próxima reunião está agendada para dia 31 de Julho, segunda-feira. As rondas negociais vão decorrer durante o mês de Agosto e as matérias acordadas devem estar em vigor a 1 de Setembro.
PSDias 
  © 2012 Ordem dos Enfermeiros