Bem-vindo à página da Ordem dos Enfermeiros

Apoio à navegação

Tem à sua disposição 2 elementos auxiliares de navegação: motor de pesquisa (tecla 1) | Saltar para o conteúdo (tecla de atalho 2)
Página Inicial da Ordem dos Enfermeiros
 
Pesquisar
Ignorar hiperligações de navegação
A Ordem
A Enfermagem
Membros
Colégios
Informação
Notícias
Press Releases
Revista da OE
Resenhas de Imprensa
Newsletters
ExpressOE
Galeria de Imagens
Pareceres / Pronúncias
Tomadas de Posição
Documentos Oficiais
Legislação
Publicações
Inserção Profissional e Empreendedorismo
Relações Internacionais
Projectos e Programas
Eventos da OE
Links
Agenda
English Information
Estrutura de Idoneidades
Estrutura de Sistemas de Informação em Enfermagem
FAQ's
Benefícios para os membros
 

Informação

Imprimir página
Notícias 
20-03-2017 
Acordo: Enfermeiros vão prestar cuidados nas farmácias 
 

A Ordem dos Enfermeiros (OE) e a Associação Nacional de Farmácias (ANF) assinaram um memorando de cooperação que permite a prestação de cuidados de enfermagem nas farmácias.

“É um passo histórico entre duas profissões que andavam de costas voltadas. Com este acordo, os serviços de saúde ficam muito mais acessíveis às pessoas e conseguimos alargar a empregabilidade dos enfermeiros, assegurando também a dignidade salarial”, destaca a Bastonária da OE, Ana Rita Cavaco.

O memorando permitirá reforçar a proximidade e a prestação de cuidados de saúde por profissionais devidamente habilitados, garantindo a sua qualidade e segurança. O documento estabelece igualmente o compromisso de assegurar “uma remuneração justa e adequada aos enfermeiros, nos termos legais aplicáveis.

A Bastonária lembra ainda que “os enfermeiros vão poder exercer as duas competências fundamentais para os cidadãos dentro de um prestador que pertence ao Serviço Nacional de Saúde”.

Já o presidente da ANF, Paulo Cleto Duarte, sublinha que “hoje é possível prestar alguns cuidados de enfermagem nas farmácias mas não o acto de enfermagem como um todo, como, por exemplo, o acompanhamento de algum tipo de doentes, o tratamento de feridas, situações pontuais ou administrações de medicamentos”. “É uma necessidade em Saúde que pode e dever ser suprida pela prestação de cuidados de enfermagem”, acrescenta.

PSDias 
  © 2012 Ordem dos Enfermeiros